motivacao-e-superacao

humor-interatividade-informacao

contato-telefone (43) 3357-1433
contato-celular (43) 99694-7016

contato-celular(11) 99487-7460
contato-celular(51) 99449-2526

    
twitter
twitter
twitter

 


25/06/18 Mato Grosso do Sul registra por dia cerca de dez fraturas em ambiente de trabalho

on Sábado, 26 Maio 2018. Posted in Página Inicial, Notícias

25/06/18 Mato Grosso do Sul registra por dia cerca de dez fraturas em ambiente de trabalho

A maior causa de afastamento por acidente de trabalho em Mato Grosso do Sul  são as fraturas, especialmente, lesões no nível do punho e da mão.

De acordo com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do estado do MS, das 20 principais causas de afastamento, oito são decorrentes de fraturas, que representam pelo menos 44,48% de todos os casos registrados no último ano em MS.

Os dados foram repassados ao Ministério do Trabalho pelo INSS com base nos benefícios concedidos no estado. Os números ainda são preliminares, mas servem para chamar a atenção à prevenção de acidentes e adoecimentos que vitimam trabalhadores diariamente.

Em 2017 foram afastados 3.727 trabalhadores em Mato Grosso do Sul, uma média de pelo menos 10 casos por dia. Os números referem-se aos afastamentos com mais de 15 dias e são preliminares.

A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat) ocorrerá até novembro deste ano e a intenção é de conscientizar a sociedade sobre a necessidade de observar as normas de segurança e saúde no ambiente de trabalho.

Em Mato Grosso do Sul, dos 6.446 acidentes registrados em Comunicações de Acidentes de Trabalho (CATs), 786 foram causados por quedas de trabalho em altura. Não foi registrada nenhuma morte por esse motivo no Estado.

Durante a campanha de 2018, o Ministério divulgará cartilhas sobre trabalho em altura; sobre manutenção em fachadas; manual consolidado explicativo sobre a NR-35, que trata sobre condições seguras dos trabalhos em altura; Guia de Procedimentos da Inspeção do Trabalho (Manual de Fiscalização do trabalho em altura e Manual de Fiscalização do PCMSO) e ainda cartilha sobre adoecimento ocupacional, que buscará orientar trabalhadores e empregadores sobre o tema.

Além disso, serão produzidos cartazes, banners e folhetos que serão distribuídos pelas superintendências regionais nos estados e também por meio digital. O coordenador da Canpat 2018, José Almeida, explica que a intenção é difundir o maior número possível de informações para que todas as pessoas conheçam as causas e possam, assim, prevenir acidentes e adoecimentos.

“A informação é a ferramenta mais eficiente para diminuir acidentes e reduzir os adoecimentos. E ela é importante tanto para os empregadores, que devem garantir ambientes saudáveis e seguros nas suas empresas, quanto para os trabalhadores, que precisam observar e seguir as normas existentes para não entrarem para as estatísticas”, observa.

 

SIPAT SHOW TEATRO E MÁGICAS PARA SIPAT.

WWW.SIPATSHOW.COM.BR

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.